Corpo do líder das Farc está na Venezuela, diz rádio colombiana

Informação foi revelada por membro da guerrilha que fazia parte da segurança de Marulanda, afirma emissora

Ansa,

19 de setembro de 2008 | 15h56

O corpo de Manuel Marulanda, fundador das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc), foi levado para a Venezuela, segundo afirmou nesta sexta-feira, 19, a rádio colombiana Caracol, baseando-se no relato de um combatente que se entregou às autoridades. Veja também:Chávez tenta aproveitar a deterioração diplomática dos EUAPor dentro das Farc Histórico dos conflitos armados na região    Segundo a rádio, o guerrilheiro Yeiner, que integraria a equipe de segurança de Marulanda, "não revelou em que estado da Venezuela [o líder] foi enterrado, ou o que foi feito definitivamente com seu corpo, porém confirmou que está no país." As Farc afirmaram que Marulanda morreu de parada cardíaca, nos braços de sua esposa, em 26 de março. O governo colombiano descarta a possibilidade de que o ex-líder da guerrilha colombiana tenha morrido por causa dos bombardeios que aconteceram perto dos acampamentos dos rebeldes. Autoridades e meios de comunicação colombianos freqüentemente levantam a hipótese de que a Venezuela é condescendente com as atividades das Farc em seu território.

Tudo o que sabemos sobre:
ColômbiaVenezuelaFarc

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.