Correa diz que manifestantes policiais o procuraram no hospital

O presidente equatoriano, Rafael Correa, disse que policiais em protesto o procuraram no hospital depois de ele ter sido atacado durante tumulto nesta quinta-feira, e seriam responsabilizados caso ele fosse ferido.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.