Correa pede que Equador vote com esperança em referendo

Cerca de 9 milhões de eleitores decidem sobre constituição esquerdista que amplia poderes do presidente

27 de setembro de 2008 | 09h39

O presidente do Equador, Rafael Correa, pediu que os eleitores votem com esperança neste domingo no referendo sobre um novo projeto de constituição para o país. Veja também: Cenário do Equador e referendo constitucionalEm pronunciamento na televisão, Correa disse que a campanha serviu para informar aos equatorianos o conteúdo do projeto e debater as propostas."O importante é que vivemos em uma democracia plena", disse o presidente, que encabeçou a campanha pelo "sim".Correa disse ainda que, segundo pesquisas - as quais ele não identificou -, 60% dos equatorianos conhecem algo ou a totalidade do projeto. "Que bom que todos discutimos nosso projeto para o bem comum. Ganhando o sim ou o não o grande vencedor será o povo equatoriano e a democracia", concluiu. Cerca de 9 milhões de eleitores estão aptos para votar a aprovação do projeto, elaborado por uma constituinte de maioria governista. O texto amplia os poderes do presidente e implanta uma agenda de esquerda no país.

Tudo o que sabemos sobre:
euquadorreferendocorrea

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.