Correa quer lei para regulamentar mídia no Equador

O presidente do Equador, Rafael Correa, manifestou na terça-feira apoio a um projeto de reforma da mídia que foi recebido com indignação por jornalistas, que acusam o governo de tentar restringir a liberdade de expressão.

REUTERS

01 de dezembro de 2009 | 20h05

O projeto de parlamentares governistas institui uma comissão, controlada pelo governo, com poderes para punir jornalistas que violem regras previstas no projeto de lei.

"É preciso regulamentar e controlar a mídia," disse Correa a jornalistas. "Liberdade sem responsabilidade é libertinagem."

Correa faz críticas frequentes à imprensa, acusando-a de se aliar a grupos empresariais contrários às suas reformas socialistas.

Outros governos de esquerda da América do Sul, com os de Venezuela e Argentina, também adotaram medidas de controle da mídia.

(Reportagem de Alexandra Valencia)

Tudo o que sabemos sobre:
EQUADORCORREAIMPRENSA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.