Criminosos matam ao menos 20 pessoas em um bar no México

Massacre pode ter sido acerto entre duas facções

Efe,

09 de julho de 2011 | 02h23

MONTERREY - Um grupo de criminosos entrou atirando em um bar na cidade mexicana de Monterrey sexta-feira, 8, e matou pelo menos 20 pessoas, informaram fontes policiais.

 

O ataque aconteceu no bar Sabino Gordo, situado em Monterrey, a principal cidade do norte do México.

 

A área foi isolada por soldados do Exército mexicano e as autoridades não deram informações mais detalhadas.

 

A rede de televisão "Televisa" informou que há pelo menos cinco feridos e os agressores levaram oito pessoas sequestradas. Segundo essa versão, até o momento é que o massacre se tratou de um acerto de contas entre duas facções criminosas.

 

A zona metropolitana de Monterrey registra desde março de 2010 um aumento da violência devido à guerra entre a chamada Nueva Federación - integrada pelos cartéis do Golfo, Sinaloa e La Familia - e o Los Zetas.

 

De acordo com números oficiais, em 2009 houve 267 assassinatos na cidade, número que subiu para 828 no ano passado. Em 2011, já são mais de 770 homicídios, dos quais 80% estão relacionados com a delinquência organizada.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.