Cristina Kirchner foi recebida por Fidel em Havana, diz governo

Rumores sobre piora na saúde do ex-líder cubano cresceram após ele deixar de escrever no jornal oficial

AP e Efe,

21 de janeiro de 2009 | 18h14

O ex-presidente cubano Fidel Castro recebeu nesta quarta-feira, 21, a chefe de Estado da Argentina, Cristina Fernández de Kirchner, em Havana, informou o governo argentino. Fidel, que desde meados de dezembro não escreve suas "Reflexões", não tinha recebido nenhum líder desde que, em novembro do ano passado, encontrou o presidente russo, Dmitri Medvedev.   Veja também: Direto da Fonte: previsões sobre sumiço de Fidel   Fontes diplomáticas confirmaram à agência Efe que a reunião ocorreu antes de Cristina participar de uma recepção na embaixada argentina em Havana, último ato na agenda da governante em Cuba durante sua visita, que começou no domingo.   A presidente argentina conversou com Fidel, que, conforme afirmou Cristina ao chegar à delegação, tinha acompanhado o discurso que ela fez na Universidade de Havana, disseram as fontes.   As fontes ressaltaram que o ex-líder, que desde julho de 2006 se recupera de uma grave doença intestinal que não permite que apareça em público, afirmou que tinha gostado do discurso, no que Cristina qualificou de um encontro "emocionante."   Ainda nesta quinta, o presidente de Cuba, Raúl Castro, afirmou nesta que seu irmão Fidel pratica exercícios, pensa muito e ajuda-o no governo. "Vocês acham que se ele estivesse (em estado) grave eu estaria rindo como estou?", disse Raúl Castro no Aeroporto José Martí, ao ser perguntado pelos jornalistas sobre a saúde do líder da revolução.   (Matéria atualizada às 19h15)  

Tudo o que sabemos sobre:
Cristina KirchnerFidel CastroCuba

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.