Cristina Kirchner não concorrerá a cargos nas eleições de 2015-- Télam

A presidente da Argentina, Cristina Kirchner, descartou nesta quinta-feira concorrer a qualquer cargo eletivo nas eleições gerais de 2015, quando termina seu mandado, segundo a mídia estatal Télam.

Reuters

26 de dezembro de 2013 | 15h55

A presidente, que pouco tem aparecido em público desde que recebeu alta médica por uma cirurgia cerebral, em novembro, não pode concorrer à reeleição devido a um veto constitucional.

"Não há possibilidade alguma de 'Cristina 2015' a algum cargo eletivo", disse a presidente, que passa os feriados de fim de ano na província de Santa Cruz, onde possui residência.

A declaração vem depois de um aliado próximo do parlamentar peronista Carlos Kunkel afirmar, na última quarta-feira, que a chefe de Estado se candidataria a um cargo nas eleições gerais, mas não identificou qual.

Aliados de Cristina atuaram na possibilidade de fazer uma reforma constitucional para permitir uma nova reeleição à presidente, mas a enorme derrota nas eleições legislativas este ano sepultaram a possibilidade.

(Reportagem de Guido Nejamkis)

Tudo o que sabemos sobre:
ARGENTINACRISTINAELEICOES*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.