Cuba anuncia canal de TV com conteúdo estrangeiro

Após liberação da venda de celulares e computadores, novo governo cria canal com atrações estrangeiras

Reuters,

03 de abril de 2008 | 13h42

A rede pública de televisão de Cuba inaugurará um canal 24 horas com atrações principalmente estrangeiras, para oferecer aos telespectadores cubanos maior variedade de programas. O Instituto Cubano de Rádio e Televisão (ICRT) comunicou a decisão na quarta-feira, 2, durante uma conferência da associação de escritores e artistas cubanos. No encontro, intelectuais criticaram os programas de TV existentes no Estado socialista, considerados de baixa qualidade.   Veja também: Mais produtos à venda em Cuba Cubanos fazem fila para comprar produtos antes proibidos Raúl Castro suspende lei que proibia cubanos de ficar em hotel   A chegada de programas estrangeiros às TVs cubanas acontece em um momento no qual o novo presidente de Cuba, Raúl Castro, que sucede seu irmão Fidel, começa a suspender o que descreveu como as "proibições excessivas" existentes no país.  Desde que se transformou no primeiro novo líder do país nos últimos quase 50 anos, Raúl permitiu que os cubanos comprem celulares, aparelhos de DVD e computadores, além de autorizar que se hospedem em hotéis reservados a estrangeiros. Luis Acosta, vice-presidente do ICRT, disse que o novo canal terá programas vindo de uma dúzia de países, mas não forneceu maiores detalhes. Cuba possui cinco canais de TV, todos controlados pelo Estado. Um deles, o Cubavisión Internacional, pode ser visto apenas por aparelhos equipados com cabo. Esse canal transmite notícias oficiais e atrações culturais de Cuba 24 horas por dia, para o mundo todo. A TV a cabo da ilha caribenha transmitida em Havana e nos hotéis da região litorânea inclui três canais chineses. A rede pública do país costuma passar filmes norte-americanos. Muitos deles são pirateados, apesar de sua venda para Cuba não ser vetada pelas sanções comerciais impostas à ilha pelos Estados Unidos desde 1962.       Muitos cubanos assistem a canais de TV por satélite usando antenas parabólicas ilegais. Com esse equipamento, conseguem ver, por exemplo, canais em espanhol de Miami, o coração da grande comunidade de exilados cubanos nos EUA.  

Tudo o que sabemos sobre:
CubaRaúl CastroFidel Castro

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.