Cuba aprova cirurgia para mudança de sexo

O governo de Cuba autorizou os médicos arealizarem cirurgias para a mudança de sexo, disse nasexta-feira um especialista ligado ao Centro Nacional para aEducação Sexual, dirigido por Mariela Castro, filha dopresidente Raúl Castro. Mariela, ativista da causa homossexual, vinha se empenhandopor essa regularização e disse que pelo menos 28 pessoas queremfazer essa cirurgia no país, que tem 11 milhões de habitantes. O especialista, que pediu anonimato, disse que o Ministérioda Saúde Pública aprovou a cirurgia nesta semana, e que elaserá realizada sem custo na rede estatal de hospitais. Cuba chegou a realizar uma cirurgia de mudança de sexo em1988, mas recuou nessa política devido à polêmica gerada, disseMariela Castro no mês passado. De acordo com ela, médicos cubanos estão aprendendo astécnicas desse tipo de cirurgia com colegas belgas. Não se sabe quando as cirurgias vão começar. Desde que foi formalizado como sucessor de Fidel Castro, emfevereiro, seu irmão Raúl vem adotando algumas medidasliberalizantes, além de permitir maior debate sobre osproblemas nacionais. No seu governo, os cubanos foramautorizados a comprar computadores, DVDs e celulares, emborapoucas pessoas tenham poder aquisitivo para adquiri-los. (Reportagem de Rosa Tania Valdes e Nelson Acosta)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.