Cuba desbloqueia acesso a blogs e sites críticos ao governo

Blogueira Yoani Sánchez afirma que 'abriu-se um buraquinho na longa noite de censura'

Reuters

08 de fevereiro de 2011 | 20h49

HAVANA - O governo de Cuba parece ter desbloqueado o acesso na ilha ao site da popular blogueira Yoani Sánchez e a outras páginas que fazem críticas ao governo comunista.

O acesso ao blog Generación Y (www.desdecuba.com/generaciony), muito lido fora de Cuba, estava bloqueado desde 2008 para os cubanos.

"Abriu-se um buraquinho na longa noite da censura. Meu blog Generación Y volta à luz insular", disse Yoani em mensagem postada no Twitter na madrugada de terça-feira. "A grande pergunta agora é quanto durará. Voltarão a lançar sobre mim o fechamento do boicote digital?", acrescentou ela em outra nota.

Outros blogs hospedados na plataforma Voces Cubanas, administrada por Yoani, também estavam disponíveis na terça-feira para usuários em Cuba.

As razões da liberação não ficaram imediatamente claras. Funcionários do governo cubano não estiveram disponíveis para comentar a aparente mudança de política.

Yoani é muito popular fora de Cuba. Seu blog é traduzido para mais de 15 idiomas, e sua conta no Twitter superou nesta semana os 100 mil seguidores. Cuba qualifica Yoani e outros blogueiros críticos como "cibermecenários" a serviço dos EUA e de outros inimigos do regime.

Segundo um vídeo postado na semana passada na Internet, as autoridades cubanas temem que os EUA estejam promovendo o uso de redes sociais como Facebook e Twitter para incitar uma insurreição.

O vídeo, aparentemente gravado numa conferência para funcionários do Ministério do Interior, diz que a Internet é o novo campo de batalha entre Cuba e os EUA.

Tudo o que sabemos sobre:
Cubacensuraimprensamídia

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.