Cuba diz que Bush é 'impotente' perante sucessão de Fidel

O presidente norte-americano, George W.Bush, é um "espectador furioso e impotente" da sucessão em Cubade Fidel Castro pelo seu irmão Raúl, disse no sábado ochanceler cubano, Felipe Pérez Roque. Bush disse na sexta-feira que a eleição de 24 de fevereirode Raúl Castro como novo presidente representa apenas umamudança de "ditador", que não vai alterar a política dos EUA deisolamento de Cuba. "As palavras de ontem (sexta) revelam que o presidente Bushé apenas um espectador furioso e impotente do que ocorre emCuba... Ele não pode impedir, nem interferir, nem influir noque ocorre em Cuba", disse Pérez Roque durante uma entrevista ajornalistas em Havana. Pérez Roque falou ao lado do comissário europeu para oDesenvolvimento, Louis Michel, que visita Cuba numa tentativade normalizar com Raúl Castro as relações desgastadas entre ailha e a União Européia. Bush criticou na sexta-feira a falta de apoio internacionalna disputa de quase meio século contra o governo comunista deCuba. Os Estados Unidos mantêm contra Cuba um embargo comercial,que é condenado a cada ano pela maioria dos países membros daOrganização das Nações Unidas (ONU). (Reportagem de Esteban Israel)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.