Cuba e Noruega retomam relações

Cuba e Noruega retomam relações

Cooperação bilateral estava suspensa desde 2003, devido a adoção de 'posição comum' da UE

09 de abril de 2010 | 21h05

Efe

 

HAVANA- Os governos de Cuba e da Noruega firmaram nesta sexta-feira, 9, um acordo para retomarem a cooperação bilateral, suspensa desde 2003 devido a decisão da União Europeia de condicionar as relações com a ilha a avanços na democracia e nos direitos humanos.

 

Veja também:

linkLíderes cubanos não querem normalizar relações com EUA, diz Hillary

 

O documento, assinado pelo chanceler cubano, Bruno Rodrígurz, e o ministro norueguês de Meio Ambiente e Desenvolvimento Internacional, Erik Solheim, afirma que o acordo é resultado da vontade de ambos os países de incrementarem suas relações bilaterais e de cooperação.

 

Solheim é o primeiro ministro de um país da UE a visitar Havana desde 2009, em um momento em que o governo cubano acusa os Estados Unidos, Europa, a dissidência interna e a imprensa estrangeira de impulsionar uma campanha midiática" contra a ilha.

 

Cuba suspendeu as relações com a União Europeia em 2003, quando o bloco adotou a "posição comum", que condiciona as relações a melhoras na democracia e nos direitos humanos no país, após a prisão de 75 dissidentes acusados de serem "mercenários" pagos pelos Estados Unidos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.