Cuba e Venezuela estendem pacto de cooperação econômica

Cuba e Venezuela comemoraram sua aliança socialista de uma década na segunda-feira em uma cerimônia que estende formalmente o pacto de cooperação econômica e garante o fluxo regular de petróleo aos cubanos por mais dez anos.

JEFF FRANKS, REUTERS

09 de novembro de 2010 | 08h19

O presidente cubano, Raúl Castro, também anunciou que o Partido Comunista, que governa o país, realizará em abril o primeiro congresso desde 1997 para decidir a melhor forma de fortalecer a economia da ilha, para garantir que o socialismo cubano continue depois da saída da atual liderança.

Castro e o presidente venezuelano, Hugo Chávez, exaltaram a extensão do pacto como uma demonstração da continuidade da solidariedade.

"Esse relacionamento se fortaleceu durante os últimos dez anos e deve continuar sua ascensão", disse Castro para um público de autoridades cubanas e venezuelanas e membros do Partido Comunista de Cuba.

"Nenhuma dificuldade conseguiu paralisar o desenvolvimento desses laços", disse ele.

"Esse acordo é um marco inaugural... para tudo o que conquistamos nesses dez anos, e pelo que continuaremos a conquistar nos dez que virão e nos cem que virão", disse Chávez.

Os países assinaram pela primeira vez o Acordo de Cooperação Integral em outubro de 2000 e depois aumentaram seus laços econômicos e políticos.

A aliança é fundamentada em uma crença comum em princípios socialistas e na animosidade contra os Estados Unidos, país a que Castro e Chávez se referem frequentemente como "o império".

A Venezuela, a maior produtora de petróleo da América do Sul, é o maior parceiro comercial de Cuba e tem usado o rendimento do petróleo para apoiar a frágil economia cubana. O país fornece cerca de 115 mil barris de petróleo por dia à ilha, a preços preferenciais, em troca do envio de milhares de médicos cubanos e outros trabalhadores especializados à Venezuela.

A Venezuela também está investindo bilhões de dólares para melhorar a infraestrutura petrolífera de Cuba.

Tudo o que sabemos sobre:
CUBAVENEZUELACOOPERACAO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.