Cuba manda acusado de pedofilia de volta para os EUA

Cuba enviou nesta sexta-feira umfugitivo norte-americano de volta aos Estados Unidos, onde éacusado de abusar sexualmente de uma menor e de possuirpornografia infantil. O Ministério das Relações Exteriores cubano disse queLeonard Auerbach entrou em Cuba pelo México no dia 8 de abrile, no dia 7 de maio, foi detido graças a informações fornecidaspor autoridades norte-americanas. Em um comunicado enviado à imprensa em abril, autoridadesnorte-americanas disseram que Auerbach, 61, morador daCalifórnia e especialista em hipotecas, estava na lista de"mais procurados" por manter relações sexuais com crianças epossuir fotos pornográficas de uma menina na Costa Rica. O governo cubano disse que resolveu agir porque "asacusações que pesam contra ele nos Estados Unidos são graves ecombatidas fortemente por nossas autoridades". Cuba acrescentou que não encontrou provas de que onorte-americano tenha cometido crimes em Cuba. Cuba e Estados Unidos, que ficam somente a 140 quilômetrosde distância, não mantêm relações diplomáticas, mas Cuba jáhavia enviado fugitivos norte-americanos de volta ao seu país. (Reportagem de Esteban Israel)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.