Cuba permite exposição de livro de crítico de Fidel Castro

Blogueira cubana faz apresentação pública de obra vetada de Orlando Luis Pardo Lazo em Feira de Havana

Ansa,

17 de fevereiro de 2009 | 10h56

A blogueira cubana Yoani Sánchez, escolhida pela revista Time como uma das 100 pessoas mais influentes de 2008, realizou nesta segunda-feira, 16, na entrada da Feira Internacional do Livro de Havana, a apresentação do livro de um escritor que foi vetado pelo evento cultural. Falando para cerca de 30 pessoas reunidas em frente à entrada da feira, entre elas diversos escritores cubanos e latino-americanos, Sánchez apresentou Boring Home, um livro de contos do escritor Orlando Luis Pardo Lazo. Com quatro obras publicadas em Cuba, Pardo Lazo, de 37 anos, afirma que sua participação em vários blogs é o motivo que fez com que seu livro não fosse publicado no país e não fosse apresentado na feira, como estava previsto. Através de seu blog, Generación Y, Sánchez convocou a apresentação não oficial do livro para a segunda-feira em frente à entrada da Fortaleza de San Carlos de La Cabana. "Estamos muito surpresos, não nos impediram em nada", declarou Sánchez, que considerou essa apresentação "um feito inédito". "Frequentemente foram feitas apresentações alternativas, mas não em público, não tão perto da feira", acrescentou. "Estes são sinais positivos que anunciam uma primavera depois do outono", ressaltou a blogueira. A apresentação aconteceu em frente à polícia, que também não intercedeu. "Talvez autores como [José] Lezama Lima aguentaram permanecer em um silêncio estoico e heroico, mas nossa geração não quer fazer isso, quer respirar a feira ano após ano", contou Pardo Lazo, que denunciou ter recebido ameaças por telefone e e-mail durante o final de semana. A Feira Internacional do Livro foi inaugurada na última quinta-feira, com a presença da presidente chilena, Michelle Bachelet, e do mandatário cubano, Raúl Castro. O evento, que irá até o próximo dia 22, reúne mil títulos, de autores cubanos e de outros 46 países, e sete milhões de exemplares.

Tudo o que sabemos sobre:
Cuba

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.