Cuba permitirá a circulação de mais táxis privados em Havana

País sofre com problemas de transporte público e, pela primeira vez em dez anos, emitirá novas licenças

Reuters,

08 de setembro de 2009 | 13h54

O governo de Cuba vai autorizar pela primeira vez em dez anos o uso de novos automóveis particulares no serviço de táxi na capital do país, Havana, informou a emissora estatal Rádio Rebelde nesta terça-feira, 8. As novas permissões, que poderão ser solicitadas a partir de sexta-feira, 11, ajudarão a compensar o déficit de transporte público na cidade através de meios privados.

 

"A informação é para todos os possuidores de veículos particulares na capital que desejem optar pela licença de operações de transporte para os serviços públicos de passageiros e de cargas", informou a rádio.

 

Cuba havia autorizado a circulação de táxis privados no começo da década de 90, mas suspendeu a emissão de novas licenças em 1999 quando era promovido um processo de centralização da economia.

 

O governo do presidente Raúl Castro publicou em janeiro uma resolução que autorizava as novas permissões para táxis privados cujas tarifas seriam fixadas segundo a oferta e a demanda, mas a medida não havia sido implementada até então em Havana. Em maio, o governo anunciou que multaria e até aprenderia os automóveis privados que operassem sem autorização na capital.

Tudo o que sabemos sobre:
CubatáxiHavanatransporte

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.