Cuba realiza manobra militar contra eventual invasão dos EUA

Semanário ressalta a 'invulnerabilidade militar do país' demonstrada durante os exercícios militares

Esteban Israel, REUTERS

19 de novembro de 2007 | 16h00

Cuba mobilizou nesta segunda-feira, 19, tropas, aviões e militares em uma série de exercícios militares para enfrentar uma hipotética invasão dos Estados Unidos, seu inimigo. O exercício Moncada 2007 vai até sexta-feira nas regiões militares do centro e oeste de Cuba. Nas províncias do leste o exercício foi postergado devido aos danos causados pelas chuvas nas últimas semanas. "Cuba será cenário de um exercício que demonstrará a invulnerabilidade militar do país", disse o semanário Trabajadores, da Central de Trabalhadores de Cuba. Participam das manobras, além das tropas regulares, civis, segundo o jornal Granma, do Partido Comunista. O objetivo é "aperfeiçoar as ações das diferentes categorias de tropas para resistir a qualquer agressão", segundo Trabajadores. A principal hipótese de conflito de Cuba é uma invasão dos Estados Unidos, seu inimigo ideológico que está a apenas 150 quilômetros de sua costa. O general Raúl Castro, que assumiu há 16 meses o poder devido à doença do irmão Fidel, tem dito que se os EUA invadirem Cuba vão se deparar com um "vespeiro".

Tudo o que sabemos sobre:
CUBAMANOBRAMILITAR

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.