Cuba se prepara para realizar exercícios militares

Governo cubano afirma que manobras visam preparar a ilha para eventual 'ataque do inimigo'

BBC Brasil, BBC

26 Novembro 2009 | 03h06

As Forças Armadas cubanas iniciam nesta quinta-feira, 26, o primeiro de três dias de exercícios militares que visam a preparação para um eventual ataque dos Estados Unidos. O exercício, chamado Bastion 2009, será o primeiro desde que Raúl Castro assumiu a Presidência, em fevereiro de 2008. O mais recente havia sido realizado em 2004, quando Fidel Castro ainda liderava o país.

Segundo o jornal oficial do partido comunista, Granma, o objetivo das manobras é "fortalecer a preparação da ilha para enfrentar qualquer possível agressão do inimigo". De acordo com o correspondente da BBC em Havana Michael Voss, cerca de 1 milhão de efetivos devem participar do exercício - um sinal de que Washington não deve subestimar a capacidade de defesa de Cuba.

De acordo com o general de divisão Leonardo Andollo, as manobras são uma necessidade de primeira ordem, dada "a situação política e militar que agora define as relações entre Cuba e o Império". As autoridades cubanas têm mantido um estado de alerta desde a invasão frustrada da Baía dos Porcos em 1961 por cubanos exilados treinados pela CIA.

Recentemente, o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, declarou publicamente que o país não tem intenção de usar a força militar contra Cuba.

 

BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Mais conteúdo sobre:
Cuba

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.