Cubanos elegem parlamento que decidirá futuro de Fidel

Parlamentares eleitos vão definir, em 24 de fevereiro, quem presidirá o Conselho do Estado

REUTERS

20 de janeiro de 2008 | 13h12

Os cubanos começaram a votar neste domingo, 20, nas eleições para decidir os membros do parlamento, que decidirão se o cansado líder Fidel Castro continua no poder ou se retira da política. O novo parlamento vindo desta eleição se reunirá em 24 de fevereiro para escolher o presidente do Conselho do Estado, disse o presidente interino Raúl Castro depois de votar na parte da manhã numa escola em Havana. Neste dia saberá se Fidel Castro, afastado do poder e do público desde que transferiu seus poderes ao irmão Raúl em julho de 2006, será confirmado como chefe de Estados ou se deixa o executivo. "Está bem de saúde (...) está, dentro da situação em que se encontra, aos 81, forte, saudável. Como lhe digo: a força mental e mundial de que desfruta", afirmou Raúl Castro sobre seu irmão. Num texto publicado esta semana, Fidel Castro escreveu que não está em condições de falar em público. O líder cubano sugeriu em dezembro que não se afastará do poder nem irá fechar o caminho para os líderes mais jovens. Nos comícios de domingo, os cubanos votam por uma lista única de 614 indicados a igual número de assentos na Assembléia Nacional, o Parlamento. Ao mesmo tempo, elegem os integrantes de 14 assembléias provincianas. Ainda que em Cuba o voto não seja obrigatório, nas últimas três décadas a participação nunca foi inferior a 95%. As autoridades empreenderam este ano um forte campanha pelo "voto unido" ou em bloco por todos os candidatos, um sinal, sustentam, de apoio ao sistema socialista frente às pressões dos Estados Unidos. "O Apóstolo (o herói nacional, José Martí) consagrou que faltar ao dever de votar devia ser castigado com não menos rigor do que aquele que entrega sua arma ao inimigo", disse o jornal oficial Juventude Rebelde. Fidel enviará seu voto do lugar não revelado onde reside, disse seu irmão Raúl. (Reportagem de Milexsy Durán)

Tudo o que sabemos sobre:
CUBAVOTACAO

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.