Daniel Ortega pede que Farc libertem Ingrid Betancourt

Presidente da Nicarágua apela para a libertação dos detidos dos dois lados e destaca esforços de Uribe

Efe,

13 de dezembro de 2007 | 01h19

O presidente da Nicarágua, Daniel Ortega, solicitou nesta quarta-feira, 12, a libertação da franco-colombiana Ingrid Betancourt, seqüestrada há cinco anos pela guerrilha das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc). "Fazemos um apelo às Farc para que libertem Ingrid Betancourt e os outros reféns", disse Ortega na Guatemala, onde participou de uma cúpula com os presidentes da Guatemala, Honduras, El Salvador, Costa Rica e Panamá. "Pedimos que sejam libertados os detidos dos dois lados para criar a paz no único país latino-americano castigado pela violência armada", acrescentou Ortega. Ele destacou os esforços do presidente colombiano, Álvaro Uribe, para obter a pacificação. Nenhum dos outros presidentes centro-americanos comentou o assunto, que também não apareceu na declaração conjunta sobre integração regional.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.