Debate sobre estado de sítio adia convocação constitucional

A sessão iniciada na tarde do sábado terminou passadas as duas da madrugada hora local

EFE,

19 de outubro de 2008 | 05h54

O Congresso Nacional da Bolívia retomará neste domingo a sessão para debater a convocação do referendo constitucional, ter dedicado oito horas à discussão sobre o estado de sítio decretado na região de Pando. A sessão iniciada na tarde do sábado terminou passadas as duas da madrugada hora local (4 horas de Brasília) sem que se tenha abordado ainda o projeto de lei sobre o referendo da nova Constituição com o fim do presidente Evo Morales pretende voltar a fundar o país. Embora este fosse o único assunto que figurava na ordem do dia, a aliança conservadora Poder Democrático e Social (Podemos) apresentou uma proposta para debater o levantamento do estado de sítio decretado na região de Pando, amparando-se no artigo 111 da atual Constituição. Este artigo assinala que se o Congresso se reúne com caráter ordinário ou extraordinário estando vigente o estado de sítio no país ou em parte deste, a continuidade desta medida será objeto de uma autorização legislativa. O Governo declarou o estado de sítio em Pando em 12 de setembro passado após o choque entre governistas e opositores que deixou 18 mortos. A proposta de Podemos sobre a suspensão do estado de sítio obteve 61 votos a favor e 79 votos contra, não somando os dois terços necessários para ser retirada. Após esta votação, a mesa do Congresso Nacional declarou um recesso e fixou o reatamento da sessão para as 9 horas deste domingo (11 horas de Brasília).

Tudo o que sabemos sobre:
BOLIVIA

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.