Deslizamento na Colômbia mata 19; 100 estão desaparecidos

Equipes de resgate retiraram 19 corpos nesta segunda-feira após um deslizamento de terra no noroeste da Colômbia causado por semanas de fortes chuvas. Mais de 100 pessoas continuam desaparecidas.

ALBEIRO LO, REUTERS

06 de dezembro de 2010 | 20h05

Parentes acompanhavam o trabalho dos socorristas, que usavam tratores e escavadeiras em busca de corpos após o deslizamento de domingo ter soterrado 50 casas na cidade de Bello, perto de Medellin, capital da província de Antioquia.

"No total, nós resgatamos 19 corpos e continuamos buscando", disse Jorge Ivan Nova, sub-diretor de operações de resgate da Cruz Vermelha. "Continuamos trabalhando porque há esperança de que podemos encontrar pessoas vivas".

As equipes também usaram cães farejadores na busca por sobreviventes.

O secretário do governo de Bello, Diego Muñoz, disse que 124 pessoas estão desaparecidas. Outras autoridades afirmaram que são ao menos 145 desaparecidos.

Chuvas e enchentes forçaram a retirada de 1,5 milhão de pessoas neste ano no que o governo considera ser o pior desastre natural na história da Colômbia.

O tempo ruim também afetou os setores de café, agricultura e carvão.

O presidente colombiano, Juan Manuel Santos, disse no domingo que o número de pessoas desalojadas poderia chegar a 2 milhões. Antes do desastre de domingo, cerca de 170 pessoas haviam morrido neste ano devido às fortes chuvas no país.

(Reportagem adicional de Patrick Markey em Bogotá)

Tudo o que sabemos sobre:
COLOMBIADESLIZAMORTOS*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.