Deus está punindo EUA com crise, diz presidente da Nicarágua

Colapso é a punição divina pela imposição de 'políticas econômicas falhas' a nações pobres, afirma Daniel Ortega

Reuters,

10 de outubro de 2008 | 15h39

O presidente da Nicarágua, Daniel Ortega, inimigo de Washington desde a Guerra Fria, disse que Deus está punido os Estados Unidos com a crise financeira pela Casa Branca ter tentado impor seus princípios econômicos em países pobres. "É incrível que no país mais poderoso do mundo, que gasta bilhões de dólares em guerras brutais, as pessoas não tenham dinheiro para continuar em suas casas", afirmou.   "Deus está punindo os Estados Unidos" pela imposição de suas políticas econômicas "falhas" em nações em desenvolvimento, continuou Ortega, que governou a Nicarágua pela primeira vez na década de 1980, quando seu governo sandinista travava uma guerra com forças apoiadas por Washington.   Os sandinistas saíram do poder em 1990, mas Ortega retornou eleito à Presidência em 2006. Desde então, o chefe de Estado vem criticando a "tirania" americana na América Latina e irritou Washington por se aliar ao presidente venezuelano Hugo Chávez.

Tudo o que sabemos sobre:
NicaráguaEUACrise nos EUA

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.