DNA aponta que governo colombiano está com Emmanuel

Um teste de DNA revelou com um alto graude probabilidade que uma criança que está sob proteção dogoverno colombiano é Emmanuel, o filho da política Clara Rojasque as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc)prometeram entregar à Venezuela junto com Rojas e com umaex-congressista, disse uma fonte da promotoria. "O exame científico aponta que a criança que está sobproteção do Instituto Colombiano de Bem-Estar Familiar é ofilho de Clara Rojas. Resta uma pequena margem de erro, masserá realizado um segundo teste na Espanha para se ter plenacerteza", disse a fonte à Reuters na sexta-feira sob condiçãode não ter seu nome revelado. O resultado da análise aponta para a comprovação da versãodo presidente colombiano, Alvaro Uribe, de que as Farccancelaram a entrega dos reféns porque não tinham a criança emseu poder, apesar de ter garantido o contrário a Chávez e àcomunidade internacional. Analistas afirmam que a confirmação da hipótese de Uriberesultaria numa vitória política para o presidente colombiano,após o fracasso na semana passada da operação montada pelaVenezuela para resgatar os reféns. O procurador-geral da Colômbia, Mario Iguarán, concederánas próximas horas uma entrevista coletiva para revelar osdetalhes do teste de DNA. (Por Luis Jaime Acosta)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.