Doente, Chávez diz se sentir 'como uma fênix' em seu aniversário

Aparentando mais forte depois do tratamento contra o câncer, o presidente venezuelano, Hugo Chávez, disse nesta quinta-feira que se sentia renascido, como uma fênix, em seu 57o aniversário, indicando que o socialista acredita estar superando sua doença.

FRANK JACK DANIEL, REUTERS

28 de julho de 2011 | 12h05

"Eu cheguei aos 57 depois de renascer, uma nova vida, meu eterno retorno", disse Chávez, que opositores acusam de ter tendências messiânicas. No passado, ele retornou triunfante de uma tentativa frustrada de golpe comandada por ele, e outra da oposição que o afastou brevemente do poder.

"Eu sou como uma fênix, eu voltei à vida", afirmou durante um telefonema à TV estatal a partir do palácio presidencial.

Chávez disse esperar que a fase mais difícil de sua doença passaria até o final do ano e convidou os presidentes latino-americanos a uma cúpula em dezembro, cancelada anteriormente por ele por conta de problemas de saúde.

O ex-soldado, cuja maior vitória foi a derrubada de uma rebelião militar em 2002 depois de protestos populares massivos exigindo seu retorno, Chávez usou os últimos 10 anos no cargo para nacionalizar grande parte da economia, importante fornecedora de petróleo dos EUA.

Chávez fez duas viagens a Cuba para retirar um grande tumor e começar a quimioterapia.

"Eu adoraria sair às ruas, mas eu não devo e não posso por conta do risco de infecção, minha defesa está fraca como resultado da quimioterapia", disse Chávez.

Ele deve retornar a Cuba em breve para uma segunda rodada de tratamento. Ele disse que provavelmente a nova sessão provocaria a perda de cabelos.

Tudo o que sabemos sobre:
VENEZUELACHAVEZANIVERSARIO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.