Eleição regional dá vitória parcial a governo argentino

Juan Schiaretti, candidato apoiadopelo presidente da Argentina, Néstor Kirchner, venceu por umapequena margem de votos a disputa pelo governo da província deCórdoba, a terceira maior do país, colocando fim a uma semanaeleitoral nebulosa para o governo. A menos de dois meses da eleição presidencial no país, naqual a primeira-dama e senadora Cristina Fernández é apontadacomo favorita, os governistas precisaram esperar até asegunda-feira de manhã para confirmar a vitória em Córdoba.Antes disso, um outro candidato de Kirchner havia perdido adisputa pelo governo de Santa Fé. No entanto, o balanço de poder não está muito claro. O partido que ficou em segundo lugar no pleito de Córdoba,comandado por Luis Juez, mantém certa proximidade do governofederal, enquanto as idéias do candidato que venceu em SantaFé, o socialista Hermes Binner, são, em grande parte, parecidascom as do presidente, que possui um discurso esquerdista. "Kirchner poderá vir a perceber que, em nenhuma dessas duasregiões eleitorais importantes, saiu-se tão mal. Mas apenas ele(Kirchner) poderá dizer isso", escreveu na segunda-feira ocomentarista de política Joaquín Morales Solá, no jornal LaNación. "Nem Hermes Binner, de Santa Fé, nem Luis Juez, de Córdobae cujo desempenho nas urnas foi bastante notável, eram asescolhas eleitorais dele, apesar de o presidente nunca terdeixado de enviar-lhes sinais positivos", acrescentou. De outro lado, a vitória de Schiaretti em Córdoba viu-semanchada por denúncias de fraude. A lentidão no processo de apuração dos votos ali fez comque Juez e os membros do partido dele, a Aliança da FrenteCívica, levantassem suspeitas de fraudes. Em Santa Fé, onde há um número semelhante de eleitores, aapuração havia terminado poucas horas depois do fechamento dasurnas. Em Córdoba, os votos continuam sendo contados, mas oresultado já está decidido. Schiaretti obteve 37 por cento dos votos, contra 36 porcento para Juez, depois de abertos 97,8 por cento das urnas. "Ontem, no domingo, dia de 2 de setembro, roubaram do povode Córdoba a ilusão de que havia decência no governo destaprovíncia", afirmou Juez por meio de alto-falantes, na presençade milhares de simpatizantes reunidos nas ruas da cidade deCórdoba. "Peço que vocês vão para casa, dêem um beijo em seus filhose lhes digam que trabalhamos como camelos e que fizemos umesforço descomunal, mas que um punhado de ladrões nos roubou osonho", acrescentou. Juez também disse que pediria ao Poder Judiciário arecontagem dos votos, mas reconheceu ter sido derrotado porSchiaretti: "Vamos nos preparar para a eleição que está porvir." Schiaretti é o atual vice-governador de Córdoba, provínciaatualmente governada por um aliado de Kirchner, José Manuel dela Sota. (Por César Illiano)

REUTERS

03 de setembro de 2007 | 14h16

Tudo o que sabemos sobre:
ARGENTINAELEICAOREGIONAL

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.