Eleições cubanas tiveram participação de 95%

Entre os 614 candidatos está o líder cubano Fidel Castro que pretende renovar seu mandato por 5 anos

Efe,

21 de janeiro de 2008 | 02h27

A participação nas eleições à Assembléia Nacional do Poder Popular (Parlamento) em Cuba foi de 95%, segundo dados da Comissão Nacional Eleitoral (CNE) divulgados uma hora antes do fechamento dos colégios. Veja também:Cubanos elegem parlamento que decidirá futuro de FidelEleição decisiva em Cuba leva 8,4 milhões de pessoas às urnasFidel Castro vota em casa e escreve carta ao povo cubano  Os mais de 38 mil colégios habilitados fecharam suas portas às 18 horas (21 horas de Brasília). Uma hora antes, mais de 8,1 milhões de eleitores, equivalentes a 95% do total de registrados, tinham votado, informou a presidente da CNE, María Esther Reus, à televisão local. "Consideramos que é um dado satisfatório, de qualidade, apesar da influência do clima, com chuvas da província de Pinar del Río, a mais ocidental da ilha, até a central Villa Clara", disse Reus, que é ministra da Justiça. Além de qualificar a jornada de votações de "positiva", a presidente da CNE disse que os eleitores tinham votado com "organização, motivação e disciplina". Concorreram nas eleições 614 candidatos, um número similar ao de cadeiras no Parlamento cubano, entre eles o líder Fidel Castro, que pretende renovar sua cadeira na Assembléia Nacional para os próximos cinco anos.

Tudo o que sabemos sobre:
Cubaeleições

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.