Embaixada do País no Peru dá instruções para brasileiros

Brasileiros no Peru devem telefonar para familiares no Brasil para avisar que estão bem

16 de agosto de 2007 | 15h50

A Embaixada do Brasil no Peru deu instruções para os familiares de brasileiros que estão no país, atingido na noite da quarta-feira, 15, por um terremoto de magnitude 7,9 pontos.    Veja também:  Veja as imagens  Número de mortos em terremoto no Peru pode passar de 450  Comunidade internacional oferece apoio  Brasileiro relata momentos do terremoto  História do Peru é marcada por terremotos  Mais de 600 detentos fogem de cadeia  Governo brasileiro oferece ajuda humanitária 'A terra se moveu como nunca, como uma serpente'   Os piores terremotos na América Latina   Enquanto o número de mortos atingiu a faixa de 450 e o de feridos passa dos 1.500, diversos brasileiros ligam para a embaixada em busca de notícias sobre seus parentes no Peru.   Segundo o primeiro subsecretário da Embaixada, João Marcelo Galvão de Queiroz, os brasileiros no Peru devem ligar para suas respectivas famílias no Brasil para avisar que está tudo bem. Queiroz afirma que os sistemas de telefone do Peru estão fora de serviço por conta do abalo sísmico, e não é possível contatar os brasileiros. Cerca de 3 mil brasileiros estavam no Peru durante o abalo. Foram disponibilizados ainda os telefones da Embaixada: (511) 512-0837 e (511) 0348-2042 (celular, para emergências)

Tudo o que sabemos sobre:
TerremotoPeru

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.