Embaixatriz brasileira morre acidente aéreo em Honduras

Embaixador brasileiro está hospitalizado; pelo menos quatro pessoas morreram em acidente

Associated Press,

30 de maio de 2008 | 19h58

Uma funcionária da embaixada do Brasil em Honduras confirmou na noite desta sexta-feira, 30, a morte de Janet Chantal Neele, mulher do embaixador brasileiro Brian Michael Fraser Neele. A morte da embaixatriz foi também confirmada em nota do Ministério das Relações Exteriores. Os dois estavam no avião com 142 passageiros que não conseguiu aterrissar corretamente no aeroporto de Toncontín, em Tegucigalpa, capital hondurenha e acabou invadindo uma estrada. Pelo menos outras três pessoas morreram no acidente.   Veja também: Avião sai da pista em Honduras e mata pelo menos 3   Ainda segundo a funcionária, o embaixador sofreu fraturas nos braços e nas pernas e está hospitalizado.   O diretor do Hospital-escola de Tegucigalpa, Tito Alvarado, informou em uma coletiva de imprensa que o nicaragüense Harry Brautigam, presidente do Banco Centro-americano de Integração Econômica (BCIE) morreu por problemas cardíacos enquanto era socorrido.   O acidente também matou o piloto da aeronave, identificado como César D'Anthonny, disse o diretor do Hospital Militar de Tegucigalpa, coronel César Villalta.   O porta-voz da Secretaria de Segurança Iván Mejía disse à agência Associated Press que "existe outra vítima embaixo do avião, cujo corpo ainda não foi recuperado e que cremos que se trata do taxista José Romero, que estava em seu carro."   Mejía indicou que uma nova recontagem de vítimas do acidentes atendidos em diversos hospitais elevam o número de feridos para 81. O Airbus 320 da companhia aérea Taca levava seis tripulantes - co-piloto Juan Artero ficou ferido, além de Daniel López Carballo, ex-chefe das Forças Armadas de Honduras. O acidente aconteceu no momento da aterrissagem.   Causas   O gerente geral do aeroporto, Carlos Ramos, declarou que "foi iniciada uma investigação detalhada sobre o acidente" e aguarda que especialistas externos também ajudem no caso. Ele especulou que pode ter ocorrido "falhas humanas ou técnicas que se agravaram com o tempo."   A tormenta tropical Alma provocou chuvas intensas na cidade durante as últimas horas - durante delas aconteceu o incidente. Até agora não há um reporte final de vítimas, mas Ramos avaliou que há "poucos mortos para se lamentar."   O avião partiu de San Salvador, às 8h30 no horário local. Seguiria após o pouso em Tegucigalpa para San Pedro Sula, 180 quilômetros ao norte, e tinha como destino final Miami.   (Com reportagem de Caio Quero, do estadao.com.br) 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.