Emenda de reeleição é aprovada em 1ª discussão na Venezuela

Segunda e última discussão do projeto será realizada em 5 de janeiro, para passar por um referendo popular

Efe,

19 de dezembro de 2008 | 04h03

A governista Assembléia Nacional (AN) da Venezuela aprovou nesta quinta-feira em primeira discussão o projeto de emenda constitucional para permitir a reeleição presidencial ilimitada. A emenda é impulsionada pelo governante Hugo Chávez, que pretende se candidatar, pela terceira vez, em 2012. O projeto foi aprovado pela "maioria evidente" dos 167 membros da AN, disse a presidente do organismo unicameral, a governista Cilia Flores, que na semana passada tinha antecipado que o projeto receberia o sinal verde dos deputados porque essa era "a exigência do povo". Apenas alguns deputados do ex-governista partido Podemos votaram contra o projeto, com o argumento de que é "ilegal" e que constitui um suposto "abuso de poder" do governo. A segunda e última discussão do projeto será realizada no dia 5 de janeiro, segundo o deputado governista Carlos Escarrá. Imediatamente será entregue pelo Legislativo ao Conselho Nacional Eleitoral (CNE), que em um prazo de 30 dias deve organizar e realizar um referendo popular que definirá se a emenda constitucional será aplicada.

Tudo o que sabemos sobre:
VenezuelareeleiçãoHugo Chávez

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.