Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Encapuzados provocam incêndio na maior universidade da Venezuela

Agressores renderam vigilantes e lançaram bomba em ala da Universidade Central da Venezuela

Associated Press

17 de março de 2010 | 03h21

Cerca de 15 pessoas encapuzadas e armadas incendiaram uma ala da Universidade Central da Venezuela (UCV), a maior e mais antiga do país, informaram na madrugada desta quarta-feira, 17, representantes da universidade.

 

A reitora da UCV, Cecilia García Arocha, disse à imprensa que após apontar as armas de fogo para os vigilantes, os agressores destruíram as câmeras de segurança e lançaram uma bomba incendiária.

 

"Destruíram a recepção, corredores e várias salas", disse García Arocha. "Pedimos ao senhor presidente que assuma sua responsabilidade, seja presidente de todas e todos os venezuelanos, que deixe de lado esse discurso virulento contra quem tenha ideias diferentes das suas", afirmou a reitora.

 

Estudantes e professores têm acusado o presidente Hugo Chávez de armar grupos aliados para provocar violência com a intenção de calar os crescentes e frequentes protestos, liderados em sua maioria pelos universitários.

 

O campus da UCV - um espaço aberto e iluminado onde há várias obras de arte fixas e móveis, abstratas e figurativas - foi declarado Patrimônio Mundial da Humanidade pela UNESCO, no ano de 2000.

 

Ainda "não foram determinados os danos causados" pelo ataque, disse a reitora.

Tudo o que sabemos sobre:
venezuelaUCV

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.