Camilo Tapia/EFE
Camilo Tapia/EFE

Encapuzados queimam 18 caminhões no Chile

Ataque ocorreu em empresa de alimentos ao sul da capital do país; principal suspeita recai sobre grupo indígena da região

O Estado de S. Paulo

20 Agosto 2017 | 03h05


Um grupo de homens encapuzados invadiu uma empresa de alimentos no Chile, e incendiou 18 caminhões no local, informou a polícia local.  O incidente ocorreu na madrugada de sábado (19) na cidade de Temuco, 680km ao sul da capital, Santiago.


Apesar de o chefe da polícia local ter informado apenas que o grupo invadiu a empresa pelos fundos e rendeu os seguranças, Nora Barrientos, a governadora do estado de La Araucanía afirmou que no local foram encontrados materiais da organização Weichan Auka Mapu, grupo indígena responsável por ao menos três dezenas de ataques deste tipo.


“Acreditamos que alguns de seus membros estão sendo detidos e que esta pode ser uma razão para que isso esteja acontecendo”, informou Nora a uma rádio local. O grupo, que iniciou suas ações no ano passado, é acusado de desenvolver ataques violentos e incendiários para exigir a devolução de terras que pertenceram a seus antepassados.


Na região, grupos desconhecidos periodicamente queimam caminhões, máquinas agrícolas, caminhonetes e torres de alta tensão. Mesmo com tantos incêndios, a área é militarizada pelo governo da presidente Michelle Bachelet./AP

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.