Encontrados 2 últimos mineradores soterrados no Equador

Segundo informações dos socorristas, um dos corpos foi encontrado sem roupa e apoiado em uma das paredes da galeria

Efe

21 de outubro de 2010 | 02h19

PORTOVELO, EQUADOR - Socorristas encontraram nesta quinta-feira, 21, os corpos dos últimos mineradores que estavam soterrados desde sexta-feira passada em uma mina do sul do Equador.

Os trabalhadores são Ángel Vera e Pedro Mendoza, que foram encontrados mortos em uma galeria no interior da mina. Ambos já foram levados à superfície.

Segundo as equipes de resgate, um dos corpos foi encontrado sem roupa, apoiado em uma das paredes da galeria à qual os socorristas conseguiram ter acesso. O outro corpo estava semi enterrado sob escombros e madeiras.

O drama dos mineradores no sul do Equador começou na sexta-feira passada, quando quatro foram soterrados após o desmoronamento na jazida Casa Negra, em Portovelo, na província de El Oro, que faz fronteira com o Peru.

No sábado, os socorristas encontraram dois corpos, de Walter Vera (irmão de Ángel) e do peruano Paúl Aguirre, que já foi repatriado ao país natal.

As autoridades equatorianas ainda tinham nesta manhã a esperança de encontrar com vida os dois últimos trabalhadores soterrados, já que a equipe de resgate - formada por mineradores - havia conseguido chegar ao local do desmoronamento.

Mais cedo, o presidente do Equador, Rafael Correa, havia visitado a mina Casa Negra, onde conversou com familiares dos mineradores soterrados.

Tudo o que sabemos sobre:
Equador, mineiradores, soterrados

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.