Entenda o que são as Farc

Grupo colombiano de origem marxista é um dos maiores exércitos rebeldes do planeta

BBC,

19 de dezembro de 2007 | 22h23

As Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) são o maior e mais antigo grupo de rebeldes de esquerda da Colômbia - e um dos exércitos de guerrilha mais ricos e poderosos do mundo. Veja Também Com Farc e Uribe pressionados, Colômbia tem ano otimistaCronologia: do seqüestro à perspectiva de liberdade Fundada em 1964, a organização tem como propósito anunciado usar a luta armada para derrubar o governo para instalar um regime marxista no país.  Suas táticas mudaram, no entanto, em 1990, depois que forças paramilitares passaram atacar os focos rebeldes. Pressionada, a guerrilha envolveu-se no tráfico de drogas colombiano para levantar dinheiro para sua campanha. Alguns analistas afirmam que o grupo perdeu seus ideais políticos para administrar o lucrativo negócio. Na segunda metade da década de 1990, os guerrilheiros iniciam uma campanha de seqüestros que, para esses observadores, tornaram-se um fim em si mesmo. Para os Estados Unidos e União Européia o grupo é considerado terrorista.  O presidente Álvaro Uribe assumiu o poder em 2002 prometendo derrotar os rebeldes. Para tanto, o líder direitista lançou uma ofensiva nunca vista no país, forçando os guerrilheiros a deixarem as áreas urbanas do país.  Ainda assim, Uribe tem mostrado disposição em negociar com as Farc. Para isso, ele exige que os rebeldes deponham suas armas. Como ainda controla largas porções do território colombiano, a guerrilha se recusa a negociar com Uribe. O grupo é comandando por um secretariado, cujo líder máximo é Manuel Marulanda, também conhecido como "Tiro Fijo". Estima-se que a guerrilha possua 16 mil soldados. 

Tudo o que sabemos sobre:
ColômbiaFarc

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.