Equador anuncia reforço militar na fronteira com Colômbia

Líder equatoriano diz que governo instalará equipamentos de vigilância eletrônica e aumentará presença militar

Associated Press,

21 de abril de 2008 | 18h02

O Equador irá instalar equipamentos de vigilância eletrônica e aumentar sua presença militar ao longo da fronteira com a Colômbia. O presidente equatoriano, Rafael Correa, disse que seu governo modernizará sua antiga força aérea com novos aviões, radares e equipamentos eletrônicos para reforçar a segurança da fronteira. O anúncio de Correa foi feito nesta segunda-feira, 21, sem outros detalhes. Veja também:Correa diz que falta Uribe 'baixar o tom' para retomar relações As medidas aparecem após uma incursão militar da Colômbia em um campo rebelde na selva equatoriana que deixou 25 mortos, incluindo um dos líderes das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc), em 1.º de março. Correa disse que "nunca mais" permitirá um ataque externo no território do Equador.

Tudo o que sabemos sobre:
EquadorColômbiaFarc

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.