Equador convoca referendo constitucional para 28 setembro

População deve decidir a favor ou contra o projeto que demorou oito meses para ser concluído

Efe,

14 de agosto de 2008 | 01h45

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) do Equador convocou nesta quarta-feira, 13, de forma oficial, para o dia 28 de setembro o referendo sobre o projeto da Nova Carta Magna, elaborada pela Assembléia Constituinte. A cédula de votação terá a frase "você aprova o texto da nova Constituição Política da República elaborado pela Assembléia Constituinte?", e as opções de resposta "sim" e "não", para que a população decida a favor ou contra o projeto. O presidente do TSE, Jorge Acosta, lembrou nesta quarta-feira que começa oficialmente à meia-noite (hora local) a campanha política dos grupos que apóiam o texto constitucional proposto e os que se opõem. O referendo será realizado no domingo, 28 de setembro, entre as 7 horas (9 horas de Brasília) e às 17 horas (19 horas de Brasília). Os trabalhos da Assembléia começaram no dia 25 de julho de 2007, e a elaboração do projeto constitucional demorou oito meses para ser concluído. No dia 25 de julho, o presidente da Constituinte, o governista Fernando Cordero, entregou a proposta a Acosta para que convocasse o referendo. Mais de nove milhões de equatorianos estão convocados às urnas no referendo constitucional de 28 de setembro.

Tudo o que sabemos sobre:
Equadorreferendoconstituição

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.