Equador denuncia nova incursão aérea da Colômbia

O Equador registrou uma nova incursãoilegal da aviação colombiana em seu território, mas aindaanalisa as consequências políticas e diplomáticas do incidente,disse na quarta-feira o subsecretário de Defesa do país, MiguelCarvajal. A suposta violação aérea ocorreu num momento em que os doisgovernos enfrentam tensões diplomáticas depois de aeronaves emilitares colombianos entrarem em 1o de março em territórioequatoriano para destruir um acampamento das Forças ArmadasRevolucionárias da Colômbia (Farc)."Temos a informação de que um helicóptero de artilharia dasforças da Colômbia traspassou a linha fronteiriça internacionale fez uma incursão de aproximadamente três quilômetros noespaço aéreo equatoriano", disse Carvajal. "Detectado pelo sistema de defesa antiaéreo, foram tomadasas medidas do caso, [que] se inscreve dentro de incidentespossíveis dentro da fronteira. Não nos esqueçamos que há algunsdias um helicóptero equatoriano passou para o lado daColômbia", acrescentou. Equador e Colômbia compartilham cerca de 600 quilômetros defronteira, onde há forte presença de grupos irregulares. Osdois países não chegam a um acordo sobre como realizar umavigilância conjunta na área. (Reportagem de Alonso Soto)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.