Equador respalda Morales e rejeita tentativa golpista na Bolívia

Para o país, apoio representa respeito ao Estado de direito na república boliviana

EFE

09 de agosto de 2008 | 01h41

O Governo do Equador expressou nesta sexta-feira seu respaldo ao presidente boliviano, Evo Morales, e rejeitou qualquer tentativa golpista ou de boicote ao referendo revogatório que será realizado no próximo domingo na Bolívia, assinalou um comunicado da Chancelaria equatoriana. Além disso, o texto oficial acrescenta que "ao rejeitar qualquer tentativa golpista ou separatista na Bolívia, o Governo do Equador formula um chamado ao respeito do Estado de direito" na república boliviana. Além disso, "renova sua confiança em que, por causa do plebiscito revogatório do domingo 10 de agosto, o povo boliviano participará desse processo democrático para decidir sobre seu futuro, no exercício de seu direito de expressar livremente sua vontade".

Tudo o que sabemos sobre:
BolíviaEquadorEvo Morales

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.