Espanha captura barco venezuelano com 5 toneladas de cocaína

Um barco de bandeira venezuelana que carregava 5 mil quilos de cocaína foi capturado em alto-mar no oceano Atlântico, nesta sexta-feira, em uma operação das autoridades espanholas contra o narcotráfico. Cinco pessoas foram detidas e a embarcação "Doña Fortuna", de 16 metros de comprimento e que foi tomada por uma patrulha da Armada Espanhola, chegaria no dia 5 de março ao porto de Las Palmas, nas Ilhas Canárias, afirmaram as autoridades em um comunicado. A embarcação foi interceptada quando navegava a 800 milhas náuticas (aproximadamente 1.480 quilômetros) das Canárias. Paralelamente, temendo que algum barco pudesse partir da Galícia para receber a mercadoria do "Doña Fortuna", foi organizado um dispositivo especial de vigilância que interceptou uma lancha planadora com quatro motores potentes e que poderia sair para o alto-mar, informou a receita federal espanhola. A Espanha tem reforçado a luta contra o tráfico de drogas através de um grupo especial, que conta com o apoio de meios marítimos e aéreos, além da colaboração de órgãos internacionais que têm como finalidade detectar navios que passam pelas rotas de Cabo Verde, Canárias e Açores para transportar cocaína da América do Sul até a Europa. Essa unidade já interceptou seis barcos e impediu que cerca de 19 toneladas de cocaína chegassem à Europa, segundo comunicado da receita. A operação, coordenada pela Fiscalização Antidrogas de La Coruña, está relacionada com outra desenvolvida pelo Corpo Nacional de Polícia, ainda em andamento. Os principais produtores de cocaína do mundo estão na América do Sul, liderados pela Colômbia.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.