Estudantes ateiam fogo em policiais no sul da Colômbia

Agentes sofreram queimaduras de segundo e terceiro graus; alunos são da Universidade da cidade de Neiva

Efe,

30 de abril de 2008 | 01h16

Quatro policiais colombianos, de um grupo antidistúrbio que tentava controlar desordens na Universidade da cidade de Neiva (sul), ficaram gravemente queimados em uma ação liderada por um grupo de estudantes. Eles atearam fogo no corpo dos agentes depois de terem derramado gasolina. Os policiais, que sofreram queimaduras de segundo e terceiro graus, segundo fontes médicas, enfrentavam os estudantes que protagonizavam desordens e corte de ruas em Neiva, capital do departamento (estado) de Huila. Os agentes chegaram a uma barreira que separa a universidade de uma das ruas, a partir de uma parte alta os alunos jogaram uma garrafa com gasolina, molhando os policiais. Em seguida, atearam fogo. Os agentes do chamado Esquadrão Antidistúrbios da Polícia (Esmad) sofreram queimaduras no rosto e nos braços. Outros dois policiais do mesmo grupo ficaram feridos ao fugir do local e receber pedradas que eram atiradas pelos estudantes a partir do interior da universidade. Fontes médicas locais informaram que os agentes não correm risco de morte, mas que as queimaduras em alguns deles são de gravidade considerável.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.