EUA dizem que terremoto é o 'maior' desafio de Haiti e República Dominicana

Diplomata americano agradece 'sólido' apoio do povo dominicano diante da 'grande necessidade' dos haitianos

Efe,

16 de janeiro de 2010 | 03h56

O terremoto que causou milhares de vítimas no Haiti na terça-feira passada constitui o "maior" desafio comum na história desse país e de seu vizinho, República Dominicana, segundo afirmou na sexta-feira, 16, em Santo Domingo um diplomata americano.

 

Veja também:

linkONU teme por ordem pública por falta de alimentos no Haiti

link'Desafio é a operação de ajuda funcionar', diz ong

linkONU pede US$ 550 milhões em ajuda urgente ao Haiti 

 

O agregado comercial da embaixada de Washington na capital dominicana, Christopher Lambert, assegurou que seu país "levará em conta" o impacto que o tremor terá sobre a nação dominicana.

  

"Nosso Governo reconhece que este desastre coloca sérios desafios às infraestruturas de serviços médicos e de ajuda de desastres da República Dominicana", afirmou o diplomata durante um encontro com meios de imprensa locais.

 

Ele afirmou que os EUA trabalharão junto às autoridades locais para enfrentar os esforços de assistência humanitária necessários no imediato e no futuro, por causa da magnitude do desastre ocorrido no Haiti.

  

Lambert felicitou o Governo e o povo dominicano pela "sólida" resposta humanitária que demonstrou neste momento de "grande necessidade" vivida pelo povo haitiano.

  

"Durante anos, meu Governo apoiou os esforços para promover um aumento na cooperação dominicano-haitiana em relação com assuntos de interesse mútuos, como o meio ambiente e a saúde, reconhecendo que se trata de dois países soberanos com grandes diferenças sociais,

econômicas, culturais e linguísticas", disse.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.