Jim Lo Scalzo/Efe
Jim Lo Scalzo/Efe

EUA e UE elogiam fim de crise entre Venezuela e Colômbia

Segundo Hillary Clinton, medida pode levar a solução de assuntos pendentes entre os dois países

estadão.com.br

11 de agosto de 2010 | 15h04

A secretária de Estado americana, Hillary Clinton, elogiou o fim da crise diplomática entre Venezuela e Colômbia. A chefe da diplomacia dos EUA disse esperar que o encontro de ontem colabore para dar uma solução pacífica às divergências entre os dois países.  

Veja também:

linkSaída para crise afasta OEA e fortalece Unasul

lista Histórico de tensões entre os dois países 

Hillary falou sobre o fim da crise após reunião com o ministro de Relações Exteriores da Argentina, Hector Timmerman. "Esperamos que o gesto do presidente Santos e a receptividade do presidente Chávez leve a uma resolução positiva de alguns dos assuntos que têm pendentes há muito tempo", declarou a secretária de Estado.

Timerman, por sua vez, disse acreditar que a reunião entre os dois líderes seja o início de uma boa relação e o fim de uma ruim.

A União Europeia (UE) também celebrou o restabelecimento das relações. Segundo comunicado conjunto divulgado pelas embaixadas europeias em Bogotá e Caracas, o bloco tem especial satisfação pelo que foi acordado pelos presidentes dos dois países.

Os presidentes da Colômbia, Juan Manuel Santos, e da Venezuela, Hugo Chávez reataram relações diplomáticas após uma reunião ontem em Santa Marta, na Colômbia.

O líder venezuelano havia rompido os laços com o governo do então presidente Alvaro Uribe em 22 de julho, após ser acusado na Organização dos Estados Americanos (OEA) de abrigar guerrilheiros das Forças Armadas Revolucionários da Colômbia.

 

Com Efe e AP

Tudo o que sabemos sobre:
VenezuelaColômbiaChávezSantosEUAUE

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.