Brandyn Hill/Efe
Brandyn Hill/Efe

EUA enviarão 4.000 soldados adicionais ao Haiti

Homens serão desviados de operações na Europa e Oriente médio para apoiar esforços no país caribenho

estadao.com.br,

20 de janeiro de 2010 | 17h25

Os Estados Unidos enviarão mais de 4.000 soldados adicionais ao Haiti, devastado por um terremoto no último dia 12, desviando-os de operações previstas na Europa e no Oriente Médio, indicou nesta quarta-feira, 20, uma fonte militar em Washington, segundo a AFP.

 

Veja também:

linkPresidente do Haiti minimiza polêmica sobre atuação dos EUA

linkPentágono amplia envio de ajuda

linkNovo tremor de 6,1 atinge o país  

 

Tropas de uma unidade de intervenção anfíbia estacionadas em Nassau, nas ilhas Bahamas, e do 24º corpo expedicionário da Marinha receberam nesta terça, 19, a ordem de viajar ao Haiti, de acordo com a Segunda Frota norte-americana. Elas tem como missão apoiar os esforços de ajuda aos haitianos, que precisam de água, comida e cuidados médicos oito dias depois da catástrofe.

 

 

Os norte-americanos já tem cerca de 12.500 homens no Haiti e em vários navios, entre os quais um porta-aviões nuclear e um barco hospital. Os Estados Unidos também detém o controle do aeroporto de Porto Príncipe, destino de toda a ajuda humanitária enviada ao país caribenho, e pretende reabrir o porto da capital haitiana ainda nesta semana.

Tudo o que sabemos sobre:
Haititerremotoajuda internacionalEUA

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.