EUA repatriam 15 prisioneiros de Guantánamo

Destes 13 homens voltam ao Afeganistão e dois para o Sudão, atesta relatório do Departamento de Defesa

Associated Press

13 de dezembro de 2007 | 05h15

Os Estados Unidos anunciaram na quarta-feira, 12, que soltaram 15 prisioneiros de Guantánamo para voltar às suas nações.   Os militares transferiram 13 homens para o Afeganistão e dois para o Sudão, afirmou o Departamento de Defesa em um relatório. Seus nomes não foram divulgados.   Com estes os Estados Unidos já enviaram 485 prisioneiros aos países de origem, com a maior parte dos nomes divulgados posteriormente.   Agora há cerca de 290 homens presos em Guantánamo, e as autoridades norte-americanas tem dito que planejam enviar em torno de 80 aos tribunais militares e para a base de Navy no sudoeste de Cuba. Oficiais militares negociam com países a aceitação de dúzias de prisioneiros com casos apurados.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.