EUA se comprometem a estudar prorrogação da ATPDEA

A Lei de Preferências Tarifárias Andinas e Erradicação de Drogas vence em fevereiro de 2008

EFE,

04 de novembro de 2007 | 01h44

O ministro de Comércio, Indústria e Turismo colombiano, Luis Guillermo Plata, disse neste sábado, 3, que congressistas americanos que visitam a Colômbia se comprometeram a discutir o tempo da prorrogação da Lei de Preferências Tarifárias Andinas e Erradicação de Drogas (ATPDEA), que vence em fevereiro de 2008. A Representante Comercial dos Estados Unidos, Susan Schwab, e um grupo de sete congressistas americanos chegaram na última sexta-feira a Medellín (noroeste), em visita de três dias, nos quais também passarão por Bogotá e Popayán. Plata considerou que é fundamental dizer aos congressistas que o Tratado de Livre-Comércio (TLC) não é simplesmente um tema econômico, mas um assunto de segurança nacional para os Estados Unidos e por isso a importância de ratificá-lo. Durante sua estadia em Medellín, a delegação americana pôde conhecer mais de perto a realidade vivida tanto pela população deslocada como pelos reinseridos, assegurou o ministro colombiano. Na quinta-feira passada Plata havia dito que era imperativo prorrogar, pelo menos por seis meses, o atual regime de preferências tarifárias andino, que vence no dia 29 de fevereiro de 2008.

Tudo o que sabemos sobre:
TRATADOEUAATPDEA

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.