Evo diz sentir vergonha de usar avião presidencial brasileiro

Sem aeronave própria, presidente boliviano recorre às cedidas por vizinhos; ele rejeitou verba para compra

Efe,

14 de abril de 2009 | 20h55

O presidente da Bolívia, Evo Morales, se mostrou incomodado com o fato de não possuir um avião presidencial, e ter que recorrer a aeronaves emprestadas por Brasil, Argentina e Venezuela para viajar ao exterior. "Tenho muita vergonha de usar um avião do Brasil, Argentina e, especialmente, Venezuela para viajar ao exterior", disse.

 

Evo, no entanto, rejeitou a verba de US$ 17 milhões prevista para a compra de um avião presidencial. O dinheiro será usado para financiar um novo censo biométrico e informatizado de eleitores, para garantir eleições limpas.

 

Em suas viagens pelo interior da Bolívia, o presidente utiliza uma pequena aeronave dos anos 60, além de helicópteros emprestados pela Venezuela. Além disso, nações vizinhas emprestam aviões para viagens pela região e para a Europa.

Tudo o que sabemos sobre:
Evo MoralesBolívia

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.