Juan Karita/AP
Juan Karita/AP

Evo Morales diz estar disposto a passar por novo referendo

Presidente deve reunir-se com oposição para decidir se realiza um referendo revogatório de seu mandato

REUTERS

12 de janeiro de 2012 | 09h06

LA PAZ - O presidente da Bolívia, Evo Morales, disse nesta quinta-feira, 12, que está disposto a submeter-se a um novo referendo revogatório de seu mandato, se este for proposto pela oposição política, com a qual deve reunir-se na próxima semana, disse a televisão estatal.

Morales foi bem-sucedido em outro processo revogatório, em agosto de 2008, durante seu primeiro governo. Ele anunciou a possibilidade depois de encerrar uma cúpula social na cidade central de Cochabamba, em que conseguiu um amplo acordo de política econômica com organizações sociais e a confederação de empresários.

"Na próxima semana vamos convocar os partidos políticos ou grupos com representação nacional para também escutá-os..., se nessa reunião pedirem (referendo) revogatório, também vamos aceitar e deixaremos (a decisão) nas mãos do povo boliviano", disse o presidente.

Ele acrescentou que um voto revogatório não o preocupava porque "quem age de maneira transparente e honesta não tem medo."

Morales se mostrou fortalecido ao encerrar a cúpula, que convocou ao fim do que várias mídias locais classificarem como o pior dos seis anos de sua presidência. Ele vem promovendo medidas que favorecem as maiorias indígenas e estatizam a economia.

Em 2008, Morales triunfou em um referendo revogatório promovido pela oposição direitista, conquistando apoio de 67 por cento dos eleitores.

No mesmo referendo a oposição perdeu o controle de dos governos e ficou debilitada para o posterior debate final para uma nova Constituição de linha indigenista e estatista, finalmente aprovada em outro referendo, em janeiro de 2009.

Tudo o que sabemos sobre:
BOLIVIAMORALESREFERENDO

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.