Evo Morales diz que resgate de Ingrid é vital para a paz

Presidente boliviano destaca o papel de Hugo Chávez no diálogo para a libertação; 'É preciso saudá-lo', diz

REUTERS

02 de julho de 2008 | 17h19

O presidente da Bolívia, Evo Morales, aplaudiu na quarta-feira, 2, o resgate de 15 reféns da guerrilha na Colômbia, entre eles a ex-candidata presidencial Ingrid Betancourt, e afirmou que esse fato é "muito importante para uma busca de paz". O governo colombiano anunciou que Betancourt foi resgatada junto a três norte-americanos e 11 membros do Exército e da polícia que eram reféns das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc), em uma operação sem precedentes por sua audácia e eficiência.     Veja também: Exército colombiano anuncia o resgate de Ingrid Betancourt O drama de Ingrid Por dentro das Farc  Histórico dos conflitos armados na região    "É uma demonstração clara das Farc que libertam os detidos por conversas que iniciou o companheiro (presidente de Venezuela, Hugo) Chávez, a quem é preciso saudar de todas as formas", disse Morales. "Saudamos as ações e acordos que vão sendo feitos entre o governo (colombiano) e as Farc", acrescentou. Morales falou com os jornalistas poucos minutos depois de ter sido anunciado o resgate de reféns na Colômbia.

Tudo o que sabemos sobre:
COLOMBIAMORALESPAZ

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.