Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE

Evo Morales lança jornal estatal para contra-atacar opositores

'Cambio', mudança em espanhol, começou a circular nesta 5ª com entrevista do presidente boliviano

Associated Press,

22 de janeiro de 2009 | 12h35

O presidente da Bolívia, Evo Morales, colocou em circulação nesta quinta-feira, 22, o primeiro número de seu jornal governamental Cambio (mudança, em espanhol) para contra-atacar seus opositores, que segundo Evo, o atacam nos meios de comunicação. "As mentiras da oposição nos obrigou a fazer com que o Estado tenha seu próprio meio. Os opositores, inimigos desta mudança, também têm o direito de dizer sua palavra no nosso veículo", afirmou Evo, durante breve cerimônia na cada do governo nesta manhã. O lançamento do diário coincide com os três anos da gestão do presidente. Em tamanho tabloide, Cambio abre seu primeiro número com um titulo propositor: Bolívia caminha para sua refundação, com uma entrevista do presidente boliviano. A edição de 36 páginas tem muitas publicidades governamentais em suas páginas internas, mas normalmente vai circular com 24 páginas e será vendida a um preço bem menor do que os outros jornais. Abaixo do título está escrito: A verdade nos fará livres. Após a cerimônia, Evo tinha previsto se apresentar ao Congresso Nacional durante a disputada campanha eleitoral, a três dias do referendo em que os bolivianos se pronunciarão sobre o projeto de Constituição apoiado pelo governante. Evo afirma que busca "refundar" a Bolívia com a nova Carta Magna. Seu governo já criou uma cadeia de rádios e fortaleceu a televisão estatal com o apoio econômico do governo da Venezuela.

Tudo o que sabemos sobre:
Bolíviareferendo

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.