Evo Morales recebe alta médica, mas deve usar muletas por três semanas

Presidente da Bolívia operou o joelho na semana passada após se machucar em uma partida de futebol

Efe

13 de novembro de 2010 | 18h54

LA PAZ - O presidente da Bolívia, Evo Morales, anunciou neste sábado, 13, que recebeu alta da clínica onde se submeteu a uma cirurgia há uma semana no joelho esquerdo, e confirmou que usará muletas por três semanas para sua reabilitação.

 

Morales fez o anúncio durante uma conferência de imprensa para falar apenas de sua recuperação e seu amor pelo futebol, ao deixar a clínica, em Los Olivos, na cidade central de Cochabamba.

 

O presidente brincou dizendo que o joelho operado não é "o joelho", referindo-se a batida intencional nos genitais que atingiu o oponente em uma partida recente de um amistoso em La Paz, quando o jogo foi suspenso.

 

Ele também brincou sobre a possibilidade de seu retorno ao futebol como goleiro e prometeu jogar um de seus primeiros jogos com os médicos que o operaram, mas disse que não pode retornar às quadras no prazo de um mês ou, no pior dos casos, em até três .

 

Morales disse que vai voltas às suas atividades diárias, mas seguindo as recomendações médicas, como não viajar por uma semana.

 

Ele disse que recebeu telefonemas de colegas e amigos da Venezuela, Hugo Chávez, e Daniel Ortega, da Nicarágua, que estavam preocupados com sua recuperação.

 

Morales recebeu nesta segunda-feira no hospital a visita do ministro das Relações Exteriores da Espanha, Trinidad Jiménez, e se reuniu várias vezes com seus ministros para assuntos governamentais.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.